Você sabe porque come peixe, na páscoa?

Dentro do calendário cristão, a Páscoa representa uma das datas de maior importância, por significar a morte e ressurreição de Cristo.

Durante a chamada “Semana Santa”, que e dedicada a tais comemorações da Páscoa, vários valores são agregados às festas cristãs, estando, entre eles, hábito de não se comer carne, por um longo período, quebrado pelo almoço de peixe, na sexta-feira que precede a Páscoa.

Nas casas brasileiras, o bacalhau é a espécie de maior tradição para ser consumida nessa época, sendo preparado de diversas formas e maneiras. Mas ele não é o único peixe consumido, nessa data. Agora… você tem ideia do porque come peixe, toda sexta-feira santa?

O peixe, no período de Páscoa, é considerado um símbolo que remete a vida. Isso porque, conta a bíblia, muitos apóstolos de Cristo eram pescadores, passando esse costume adiante, para que até os primeiros cristãos já incluíssem esse alimento em suas mesas, baseados na crença que nascia.

Durante o período da Quaresma – os quarenta dias precedentes a Semana Santa, os cristãos se dedicavam, já naquela época, ao jejum de carne, que lembrava os quarenta dias em que, segundo suas crenças, Jesus Cristo passou no deserto, além dos sofrimentos que suportou, na cruz.

Passados os anos, esse período, como já dissemos, foi restrito para a sexta-feira santa, onde a quebra do jejum é celebrada com o consumo de peixe a vontade, como alimento principal das refeições, durante aquele final de semana.